segunda-feira, 27 de junho de 2011

Dez Coisas que um Artista Deve se Perguntar


"Aqui estão 10 perguntas importantes para você fazer a si mesmo. Leia constantemente como uma lista de verificação para certificar-se de que você está indo na direção certa pra usar todo seu potencial artístico.

1. O que te motiva a criar arte? Anote sua resposta e pense sobre como você pode usar esta informação muito importante.


2. Que tipo de informação você está colocando na internet? A internet é o novo currículo. Se eu posso encontrar fotos ou comentários idiotas seus, outras pessoas podem também...


3. A sua arte expressa algo interessante? A arte significa algo para seus telespectadores e não apenas para seu criador.


4. O fracasso te empurra para a frente? O modo que você lida com o fracasso, vai determinar o quão habilidoso você se tornará.




5. Você gosta de discutir ou falar mal do trabalho das pessoas? Se você é o tipo de pessoa que gosta de falar mal, isso voltará para você. Especialmente com a internet e todas as redes sociais.

6. Você experimenta novos métodos/materiais/assuntos que podem ser desconfortáveis no início? O sucesso é inevitável se você sempre escolher acreditar "É minha obrigação tentar."

7. Você tem um forte propósito ou objetivo? Quando você tem um propósito, você está por conta dele. Algo especial acontece quando você mostra uma determinação para alcançar um objetivo.

8. Você está aberto para conhecer novas pessoas e ouvir opiniões dos outros? Seu coração e mente são as portas para o sucesso e felicidade. Mantenha-os abertos ou perderá grandes oportunidades.

9. Você pode deixar seu ambiente parecido com você ou escolha ser quem você quer ser. O corpo e a mente podem ser moldados para ser qualquer tipo de pessoa que você deseja. Você apenas tem que treiná-los através da persistência e da busca constante pelo conhecimento. (* Eu comecei a ser "bom" em arte quando eu decidi ser extremamente sério a respeito dela.) Que tipo de pessoa você quer ser?

10. Você pensa constantemente sobre seus objetivos? A melhor maneira de alcançar uma meta é tê-la em sua mente o tempo todo. Fique pensando sobre isso até obter o seu objetivo. Eu não sou o primeiro a dizer isto e nem serei o último.

Eu acho que é importante mencionar que eu não acredito que se trata talento natural quando falamos de arte, acredito na persistência. E qualquer um pode ser persistente.

Agora espante a preguiça com um soco na cara e tenha um ótimo dia!

Enviando vibrações positivas para todos vocês.

Bobby"

Original em Inglês: link

Bobby Chiu é ilustrador e para saber mais sobre ele e seu trabalho, acesse imaginism.deviantart.com e www.imaginismstudios.com/




Visita à exposição "O Mundo Mágico de Escher"


Escadas e degraus que sobem e descem. Planos que desafiam nosso olhar. No Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, desde 19 de abril está a exposição Mundo Mágico de Escher, em comemoração aos 10 anos de atuação do Centro Cultural em São Paulo.
Essa é segunda maior mostra da obra do artista holandês já realizada no País, reunindo 95 obras, entre gravuras originais e desenhos, incluindo todos os trabalhos mais conhecidos do artista e suas obras mais enigmáticas.

A Ânima não podia deixar passar uma oportunidade como essa e no feriado do dia 23/6 levou seus alunos para conhecer e se deleitar com o trabalho do famoso gravurista holandês.

Prof Israel Maia estuda um pouquinho antes de explicar aos alunos um pouco sobre o que é gravura e sobre o trabalho de M.C. Escher.

O ônibus foi lotado!

Entre as obras originais estavam também expostas reproduções em tamanho exagerado, instalções e obras interativas, onde o público podia olhar mais de perto o trabalho de Escher e também entrar no universo fantástico que ele criou.

O Centro Cultural Banco do Brasil por si só já uma obra de Arte: ocupa o prédio construído em 1901 na Rua Álvares Penteado, 112, esquina com a Rua da Quitanda. Localizado no coração histórico da cidade, numa via hoje de pedestres, o edifício foi comprado em 1923 pelo Banco do Brasil. Em 1927, após uma reforma projetada pelo arquiteto Hippolyto Pujol, tornou-se o primeiro prédio próprio do Banco do Brasil na capital.
A construção foi inteiramente reformada para abrigar o Centro Cultural Banco do Brasil. Os elementos originais foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais significativos exemplos da arquitetura do início do século. A construção de cinco andares (mais subsolo e mezanino) é tombada e conta em sua arquitetura com elementos de NeoClassicismo, ArtNoveau e ArtDéco.
Entrada do CCBB-SP.

Maquete do prédio.




Prof Emerson Penerari e uma das reproduções de uma das mis conhecidas obras de Escher (o original estava na exposição!)

A interação com o público foi bem forte nesta mostra.


Confira algumas fotos da visita da Ânima à exposição!

A parte mais diputada da exposição foi essa sala da relatividade... Olha o Paulo e o Jessé como ficaram!

Thaís e Tadeu

Jessé estava atento a todos os trabalhos.

Pedro e o Prof Emerson Penerari

Todos preparados? Que cara é essa Emerson???

Várias reproduções foram feitas para os expectadores poderem observar mais detalhes da obra de Escher.

Thaís e o prof Tiago Oliveira

A turma do fundão (repara na cara do Plínio!)

Professores Layla Dinnouti e Israel Maia

Henrique e os profs Israel Maia e Emerson Penerari: caindo ao infinito!

Tamires também foi!!!

Nicolas e a Prof Gisela Pizzatto

Dentro do CCBB as turmas se dividiram para poderem ver melhor a exposição.

Prof Bruno Büll se divertiu!

Poliana e Nicolas

Lisandra e Carmen

O retorno foi tranquilo: todos cansados, mas muito satisfeitos.

Será que a Layla cansou?

domingo, 26 de junho de 2011

Ânima na Itália!

Nos dias 25 e 26 de Junho aconteceu na cidade italiana de Sarno (província de Salarno, na Itália) a quinta edição da feira de quadrinhos "Sarno a Fumetti".

Exposições, convidados, concurso cosplay e tudo mais que um bom evento tem que ter! A feira foi destaque na mídia local e a Ânima também participou do evento, tendo enviado trabalho de alunos e professores para a exposição.

Parabéns aos participantes!

Trabalho da prof Gisela Pizzatto

Trabalho de Ayara Almeida

Trabalho da prof Layla Dinnouti

Trabalho de Tiago Chaves

terça-feira, 14 de junho de 2011

Ânima no programa Point 21 Oficina

A Ânima, representada pelos professores Bruno Büll, Emerson Penerari, Gisela Pizzatto e Israel Maia, participou do programa Point 21 Oficina, do canal TV Século 21 (número 24 na rede de programação da TV por assinatura NET).

A pauta do programa incluía aspectos relacionados à arte, especialmente arte urbana, discutindo a diferença entre graffiti e pichação, entre outros assuntos.

Veja no vídeo a participação dos professores da Ânima, assistindo-o abaixo ou vendo direto no YouTube, no link http://www.youtube.com/watch?v=cbD5w9pRdas.


segunda-feira, 6 de junho de 2011

Cartum de Quino sobre a realidade atual

O cartunista argentino Quino produziu um cartum com uma ácida crítica à sociedade dos dias atuais, no qual transparece sua desilusão em relação aos valores que estão sendo deixados para as gerações futuras. Veja abaixo:











Quino é o pseudônimo do cartunista Joaquin Salvador Lavado, nascido em 1932 na Argentina, filho de imigrantes espanhóis, e considerado um dos cartunistas mais renomados do mundo.

Sua criação mais famosa, a personagem Mafalda, teve tiras produzidas de 1964 a 1973, mas até hoje é reconhecida mundialmente. A personagem, através do ponto de vista "ingênuo" de sua infância, criticava os problemas socio-políticos de sua época, muitos dos quais se mantém muito atuais nos dias de hoje.