segunda-feira, 27 de junho de 2011

Visita à exposição "O Mundo Mágico de Escher"


Escadas e degraus que sobem e descem. Planos que desafiam nosso olhar. No Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, desde 19 de abril está a exposição Mundo Mágico de Escher, em comemoração aos 10 anos de atuação do Centro Cultural em São Paulo.
Essa é segunda maior mostra da obra do artista holandês já realizada no País, reunindo 95 obras, entre gravuras originais e desenhos, incluindo todos os trabalhos mais conhecidos do artista e suas obras mais enigmáticas.

A Ânima não podia deixar passar uma oportunidade como essa e no feriado do dia 23/6 levou seus alunos para conhecer e se deleitar com o trabalho do famoso gravurista holandês.

Prof Israel Maia estuda um pouquinho antes de explicar aos alunos um pouco sobre o que é gravura e sobre o trabalho de M.C. Escher.

O ônibus foi lotado!

Entre as obras originais estavam também expostas reproduções em tamanho exagerado, instalções e obras interativas, onde o público podia olhar mais de perto o trabalho de Escher e também entrar no universo fantástico que ele criou.

O Centro Cultural Banco do Brasil por si só já uma obra de Arte: ocupa o prédio construído em 1901 na Rua Álvares Penteado, 112, esquina com a Rua da Quitanda. Localizado no coração histórico da cidade, numa via hoje de pedestres, o edifício foi comprado em 1923 pelo Banco do Brasil. Em 1927, após uma reforma projetada pelo arquiteto Hippolyto Pujol, tornou-se o primeiro prédio próprio do Banco do Brasil na capital.
A construção foi inteiramente reformada para abrigar o Centro Cultural Banco do Brasil. Os elementos originais foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais significativos exemplos da arquitetura do início do século. A construção de cinco andares (mais subsolo e mezanino) é tombada e conta em sua arquitetura com elementos de NeoClassicismo, ArtNoveau e ArtDéco.
Entrada do CCBB-SP.

Maquete do prédio.




Prof Emerson Penerari e uma das reproduções de uma das mis conhecidas obras de Escher (o original estava na exposição!)

A interação com o público foi bem forte nesta mostra.


Confira algumas fotos da visita da Ânima à exposição!

A parte mais diputada da exposição foi essa sala da relatividade... Olha o Paulo e o Jessé como ficaram!

Thaís e Tadeu

Jessé estava atento a todos os trabalhos.

Pedro e o Prof Emerson Penerari

Todos preparados? Que cara é essa Emerson???

Várias reproduções foram feitas para os expectadores poderem observar mais detalhes da obra de Escher.

Thaís e o prof Tiago Oliveira

A turma do fundão (repara na cara do Plínio!)

Professores Layla Dinnouti e Israel Maia

Henrique e os profs Israel Maia e Emerson Penerari: caindo ao infinito!

Tamires também foi!!!

Nicolas e a Prof Gisela Pizzatto

Dentro do CCBB as turmas se dividiram para poderem ver melhor a exposição.

Prof Bruno Büll se divertiu!

Poliana e Nicolas

Lisandra e Carmen

O retorno foi tranquilo: todos cansados, mas muito satisfeitos.

Será que a Layla cansou?

Nenhum comentário: