quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O que é Arteterapia?

Criar abrange a habilidade em usar o cérebro para alterar, renovar, recombinar os aspectos da vida, imaginar e realizar. Implica em sentir o mundo com vitalidade e nele interagir, é também poder re-significar, o que se percebeu, viveu ou sentiu. Expressar vivências e sonhos conforme os sentidos. Assim, de acordo com Donald Winnicott “...viver criativamente constitui um estado saudável.” (1975, p.95)


A Arteterapia é o uso da arte como terapia. Consiste em propiciar meios para expressão de sentimentos através da criação de material (artístico), mas sem preocupação estética. O foco principal do trabalho está no processo criativo que cada sujeito vivencia e naquilo (o que, como) desenvolve nos encontros. Uma das funções do arteterapeuta é dar suporte/ acolhimento tanto artístico quanto terapêutico nas questões derivadas das propostas e emergentes do relacionamento entre os integrantes do grupo. Subjetividades e possibilidades individuais de expressão são valorizadas e respeitadas.

A expressão não verbal, o contato com o sensório e com o lúdico, o espontâneo, o espaço para experimentar (-se), a expressão do inconsciente, o simbólico, são apenas alguns dos muitos elementos que podem vir a promover o autoconhecimento, melhorar a saúde e a reorganização interna de cada indivíduo, enriquecer a vida e as possibilidades de relacionar-se. Neste processo somos levados a nos confrontar com diversas facetas de nosso íntimo que estão geralmente em conflito com nossas ideias e/ou comportamentos.

A Arteterapia é então uma terapia que através da estimulação da expressão e do desenvolvimento da criatividade, favorece:
  • A liberação de emoções, de conflitos internos, de imagens do inconsciente;
  • Contato com ansiedades, conteúdos reprimidos, sintomas;
  • Coordenação motora, aumento da capacidade de análise e percepção espacial, sensória e de si mesmo;
  • Um pensar mais “elástico”, menos engessado e uma maior flexibilidade para resolver conflitos;
  • Um novo olhar para as coisas;
  • Mais e melhores "saídas" no dia-a-dia;
  • O processo de autoconhecimento;
  • Encontro com o estilo e linguagem própria para expressão do “Eu”;
  • Ampliação do repertório/conhecimento artístico e cultural;
  • Desenvolvimento cognitivo, emocional e em alguns casos, físico.
“... tudo que acontece é criativo, exceto na medida em que o indivíduo é doente, ou foi prejudicado por fatores ambientais que sufocaram seus processos criativos.”  WINNICOTT, D. W. O brincar e a realidade, 1975, p. 98. Neste contexto, compreende-se que a Arteterapia possibilita o resgate do potencial criativo de cada sujeito.

Temas tratados na Arteterapia:
Existem dois momentos distintos relacionados às temáticas, por vezes estas serão direcionadas pelo arteterapeuta e podem, por exemplo, delinear os seguintes tópicos: Autoestima, expressão dos sentimentos, concentração, autocrítica,  limites, percepção corporal, integração, percepção de si e do outro, família, grupalidade, cooperação, etc. No entanto, em outros momentos, contemplar-se-ão temáticas derivadas de situações reais (relevantes) vivenciadas pelos integrantes/grupo nestes encontros. As atividades podem ser individuais ou grupais.

Professora Karen Ferri.

Arteterapia é o mais novo curso da Ânima! Gostou da matéria? Se interessou? Agende já uma aula demonstrativa! Fone: (19) 3342-2992, e-mail: atendimento@anima.art.br

Nenhum comentário: