quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Ânima Entrevista - Camila Picheco

Nesta semana entrevistamos a ilustradora Camila Picheco. Camila Picheco é ilustradora e artista visual, residente em Montreal, Canadá. Já realizou inúmeros trabalhos para editoras e clientes como: Nestlé, Revista Glamour, Vrak Tv (Canadá) e outros.

Trabalha com ilustrações de livros, revista e também com a criação de animações curtas para start ups.


Fale um pouco de você, quantos anos tem, onde mora...
Camila: Meu nome é Camila Picheco, tenho 30 anos e sou de Campinas, morei 3 anos e meio em Montreal Canada e voltei esse ano pra esperar meu visto permanente e aproveitar pra estudar e trabalhar com arte no meu país.

Como você foi parar no Canada e que trabalho você faz por lá?
Camila: Eu fui pra lá por vários motivos, por exemplo a língua francesa sempre me atraiu muito então queria aprender a falar de verdade, eu já falava bem inglês então isso me ajudou a arrumar emprego e fazer amizades desde o começo, sabendo as duas línguas me ajudou muito mais. Buscava também a oportunidade de morar fora, de sair da zona de conforto e conhecer gente e lugares novos. Queria muito morar fora e Montreal pois é uma cidade com várias empresas de animação e games como a Ubisoft e também várias boas escolas e faculdades de arte e animação. 


Caramba, fiz muita coisa, hehe tinha que dar um jeito de me virar, então fiz tatuagem de hena no bairro turístico, fiz um estágio em um estúdio de design, onde eu trabalhava com a arquiteta na criação dos rafs e plantas pra mostrar pro cliente, trabalhei como animadora 2D freelancer, ao mesmo tempo trabalhava como garçonete, trabalhei como barista, expûs em cafés e restaurantes, feiras de arte também. Trabalhei com estamparia pra uma amiga brasileira que conheci na feira de arte. 

O trabalho mais legal foi pro web série do canal de TV Vrak Tv, que é tipo um canal adolescente franco-canadense e eles utilizaram minhas pinturas na decoração do quarto de uma das protagonistas que é artista e em Abril comecei à trabalhar com um livro infantil - « Vanessa e sua bola rosa e roxa » e logo será lançado, tô muito ansiosa e feliz pra ver pronto.


Fale um pouco sobre sua carreira. Como começou, onde fez faculdade, cursos etc?
Camila: Eu amo desenhar desde criança, mas com 15/16 anos comecei à me dedicar mesmo e fiz curso de mangá com a professora Gisela Pizzato, depois fiz ilustração com o Emerson Penerari. Com 18 entrei na Puc Campinas fiz Artes Visuais e ao mesmo tempo trabalhava na IBM, me formei em 2007/8 e trabalhei em pequenas agências de publicidade como designer e animadora de flash mas percebi que não era bem isso que eu queria, queria mesmo desenhar e ilustrar mas infelizmente não é tão fácil no começo, finalmente em 2009 peguei a capa de um livro da editora Seoman e ilustrações para a revista Nestlé com você. Voltei pra IBM, mas continuei sempre estudando, fiz workshops e cursos em Sao Paulo, aqui, de animação, de ilustração de moda, juntei uma grana e finalmente em 2011 juntou as trouxas e fui para o Canadá. :)


Quais são suas inspirações? Alguns artistas que gosta...
Camila: Eu cresci lendo gibi da Monica e adolescente eu era louca por mangás, animes, e revistas femininas  meu pai vende gibis usados então eu tava sempre lendo alguma coisa, mas nunca escrevi ou fiz quadrinhos, eu gostava mesmo era de ilustrar, comecei a me interessar mais por moda no final da faculdade, conheci e me apaixonei trabalho da Fernanda Guedes, que é elegante e feminino mas é bem gráfico e tem uma pegada de quadrinho europeu, na mesma época conheci o trabalho da Marguerite Sauvage e Glen Hanson e depois Barbara Tarr. Minha maior inspirações é a Alexandra Compain-Tissier, conheci o trabalho dela no Illustration Now e pirei nas ilustrações dela, desde que eu vi seu trabalho dela em 2010 eu me apaixonei pela aquarela, depois dela pra mim em inspiração vem o Chidy Wayne.

É difícil para uma brasileira trabalhar com arte no Canadá?
Camila: É difícil pra todo mundo, até pra um canadense trabalhar com arte no Canadá… é difícil como em todo o lugar do mundo, depende muito de você, do seu esforço e da sua vontade, mas a verdade é que independente de onde você seja o que eles buscam é uma pessoa que se destaque, que faça um bom trabalho com seriedade e profissionalismo, independente da nacionalidade.


Arte tem várias vantagens pra um imigrante que em outras áreas como direito, história etc pois você não precisa tanto saber sobre as leis de certo país, da história etc, desenho é algo global e muito mais visual do que qualquer outra coisa. Uma coisa que eu recomendo pra todo mundo que quer ser freelancer aqui ou em qualquer lugar é não ficar parado ser que nem a Madonna, se reinventar, faço sempre muitos cursos e deixe sempre seu portfolio organizado e atualizado, muitos trabalhos as pessoas que me encontraram pelo linkedin e behance, outras eu bati na porta mesmo.

Porque escolheu trabalhar com aquarela?
Camila: A aquarela veio naturalmente no meu trabalho, sempre gostei muito de lápis de cor e acrílica e sempre escutei que a aquarela era muito difícil, uma técnica chata etc… acho que da maneira que eu comecei com ela, sem pretensão, mais pra colorir meus sketches e ilustrações me ajudou a não ter medo dela. 



Comecei à gostar realmente da aquarela quando fui à Paris em 2010 e levei só um potinho com 6 cores e um pincel com reservatório de água, lá comprei meu primeiro moleskine de aquarela e é até hoje um dos meus favoritos. A aquarela te permite isso, essa praticidade, se eu tivesse uma caixa de 12 lápis de cor não conseguiria fazer a mesma quantidade de cores e também dá medo de perder os lápis na viagem, a aquarela não, tá tudo lá prático e compacto e você pode fazer coisas muito legais com um pincel só e com poucas cores. 

Existem várias maneiras de pintar, e a verdade é que aquarela é realmente uma técnica não tão intuitiva quanto as outras, quando você precisa mais de um guia mesmo pra fazer ela funcionar bem.


Você vai dar um workshop de Aquarela para Ilustração aqui na Ânima neste mês. O que os inscritos podem esperar?
Camila: Eu estou muito animada e ansiosa pra poder passar pras pessoas o meu amor pelas cores e pela aquarela, minha pintura é mais voltada pra ilustração e gosto de dar liberdade pra pessoa descobrir o que dá certo com ela, o que eu quero é guiar e mostrar como a aquarela pode ser gostosa e simples, com um pouco de água e cor a gente pode fazer muito coisa. 

Você confere mais trabalhos da Camila em: https://www.behance.net/cpicheco